.pesquisar

 

.arquivos

.posts recentes

. Olla meu Irmao

. 25 de Abril

. O som das augas

. Luar Na Lubre

.Novembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
20
21
22
23
25
26
27
28
29
30

.Pescadores, Cédulas marítimas

.tags

. todas as tags

painel06
... algures na costa portuguesa mesmo a sul da foz do rio Mondego. Era, como se dizia então, um bom pesqueiro. Havia fartura de pescado e as artes, ainda novas e de não fácil manuseio, vinham carregadas até á vergueira de espécies saltitantes e ...
corda01
Terça-feira, 12 de Maio de 2009

Olla meu Irmao

 

Luar na Lubre
Disco:  Saudade em luar

************************************************************************** 

Leiam, que a língua galega é muito parecida à portuguesa

**************************************************************************

Olla meu irmao honrado, o que acontece con Daniel
Os que o tiñan desterrado agora falan ben del
O palurdo de alma lerda
O tendeiro desertor
O vinculeiro da merda, disfrazado de señor
O lerdo carca refrito, o monifate de entroido
O aprendiz de señorito, marqués de quero e non poido
O badoco endomingado
O franquista pousafol
O forricas desleigado, o pequeño burgués mol
O devoto do onanismo
O feligrés de pesebre
O tolleito de cinismo, o que dá gato por lebre
O rateiro do peirao
O refugallo incivil
Válense de Castelao para esconder a caste vil
Escoita puto nefando
Criado na servidume
Non pasará o contrabando dese teu noxento estrume
Grotesco escriba sandez
Inxertado nun raposo
Castelao nunca foi teu, porque Castelao é noso
I anque a ti che importe un pito
Sabrás que é cousa sabida
Que estás incurso en delito de apropriación indebida

 


 

publicado por João Pita às 19:02
link do post | comentar | favorito
Sábado, 25 de Abril de 2009

25 de Abril

 

Comemoram-se hoje os 35 anos de vida da democracia portuguesa.

 

Parida na madrugada de 25 de Abril de 1974, gerada na consciência, no sofrimento e luta de alguns e construída por quase todos (gosto de pensar que sim)  ao longo destes breves 35 anos.

 

Evoco, aqui, um dos portugueses que mais pugnou por tal desiderato.

 

Zeca Afonso.

 

Essa consciência viva da necessidade da mudança, esse poeta de sempre e essa voz universal. E, já agora que ninguem nos ouve, meu professor de ciências naturais nos longínquos anos do liceu Pero de Anaia.

 

Partilho uma música, TU GITANA, escrita por Zeca Afonso e interpretada pelo excelente grupo galego; Luar na Lubre.

 

Longa vida, 25 de Abril!

 

 

Tu gitana que adivinhas
Me lo digas, poes no lo sê
Se saldre dessa aventura
Ô si nela moriré
Ô si nela perco la vida
Ô si nela triumfare
Tu gitana que adivinhas
Me lo digas, poes no lo sê

 

publicado por João Pita às 00:01
link do post | comentar | favorito
Domingo, 1 de Fevereiro de 2009

O som das augas

 

publicado por João Pita às 02:53
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 10 de Novembro de 2008

Luar Na Lubre

Boa música galega

Luar Na Lubre 

Caminhos do Fim da Terra.

 

publicado por João Pita às 01:03
link do post | comentar | favorito
Caravela Sagres St MManuela e Creoula

.João Pita