Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cova d'oiro

... algures na costa portuguesa mesmo a sul da foz do rio Mondego. Era, como se dizia então, um bom pesqueiro. Havia fartura de pescado e as artes, ainda novas e de não fácil manuseio, vinham carregadas até á vergueira

Cova d'oiro

... algures na costa portuguesa mesmo a sul da foz do rio Mondego. Era, como se dizia então, um bom pesqueiro. Havia fartura de pescado e as artes, ainda novas e de não fácil manuseio, vinham carregadas até á vergueira

corda01

Os Bajuladores

 

O que alimenta essa corja de inaptos?

Que água lhes mata a sede de destruir

O que, por inépcia, nunca chegaram a construir?

Que raio de terrível e maldito genes,Da net

Dá origem a estes mentecaptos?

 

Por favor!

Se souberem digam!

Urge curar o mundo desta corja!

 

É insuportável olhar os sorrisos bajuladores

Em dorso dobrado ao cínico fingimento.

O olhar velado de fingido constrangimento

Na incapacidade, confrangedora, de pensar.

Aceitam mudos e submissos as regras.

Mas, num ápice, nas costas dos que servem,

Logo destilam a crítica porca e inevitável!

 

Que reles alegria sentirão

Quando, nas costas de quem dependem,

Os maiores e indefectíveis adjectivos usam,

Ululando na eloquência de vermes venenosos,

Criticando tudo e todos sem sentido?

Com a mesma facilidade, quando,

Com as costas dobradas, tudo aceitam?

 

E sorriem em esgares desmesurados…

 

Já não suporto mais!

Por favor

Urge o remédio!

 

 

Algures em Agosto de 2003.

João PIta

 

 

Os símbolos e a nossa gente ...

  

foto de João Pita

 

 

 

 

 

O dia cai.

É domingo, sete e meia da tarde.

O sol, cansado, se esvai no horizonte, sobre as águas do Atlântico, na praia da Cova.

O ti Zé Alberto  olha de fronte o sol e o mar.

Esse mesmo mar que o embalou e, às vezes, algumas vezes, o atormentou em boa parte da sua vida já longa e cansada.

Cioso de seus costumes e obrigações cumpre agora a nova missão.

Arrear, ao poente, os nossos simbolos.

Os mesmos que arvorou ao rair do sol.

O mesmo sol que agora se reflecte, agradecido, em seus olhos a poente.

  

 

Um Homem, seu mundo e sua obra.

 

Hoje vai ser, justamente, lembrado o saudoso Domingos Laureano.

Um emérito covagalense.

Primeiro presidente da Freguesia de S. Pedro.

Guardião da identidade dos covagalenses.

Profissional dedicado ao Hospital Distrital da Figueira da Foz.

Aposto que gostaria de ter visto a nova e moderna cara do seu hospital.

 

Hoje, 07 de Agosto de 2010, vai ser um Bom Dia!

 

Foto João Pita

Caravela Sagres St MManuela e Creoula

João Pita

Pescadores, Cédulas marítimas

painel06

Links

Identidade

Pescadores da Cova-Gala, *****Cédulas marítimas *. Videos

Videos

Músicas roladas n'areia

Viagens passadas

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.