Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cova d'oiro

... algures na costa portuguesa mesmo a sul da foz do rio Mondego. Era, como se dizia então, um bom pesqueiro. Havia fartura de pescado e as artes, ainda novas e de não fácil manuseio, vinham carregadas até á vergueira

Cova d'oiro

... algures na costa portuguesa mesmo a sul da foz do rio Mondego. Era, como se dizia então, um bom pesqueiro. Havia fartura de pescado e as artes, ainda novas e de não fácil manuseio, vinham carregadas até á vergueira

corda01

Aluguei o sótão a um inquilino.

Sim!

Sem saber, quase sem sentir ou sequer pressentir, aluguei o sótão a um inquilino.

De repente e por acaso, puro acaso de uma dessas curvas da vida que nos marcam a existência, dei comigo a constatar a existência plena e ribombante de um inquilino a quem tinha alugado o sótão.

- Como?

- Sei lá como!  Nem sequer tinha noção que tinha sótão quanto mais inquilino!

Quer dizer, esta de dizer; nem sequer tinha noção que tinha sótão é relativo exagero.

Claro que toda a gente tem sótão e eu também.

É no sótão que vamos guardando ao longo da vida as coisas a que damos importância, coisas importantes num determinado momento, noutro nem tanto, mas importantes afinal.

Passamos largos períodos da vida amealhando e arrecadando no sótão.

Por vezes, damos connosco no sótão a vasculhar as coisas arrecadadas, relembrando, recordando, qual filme, todo o percurso que fomos palmilhando, umas vezes sós, outras acompanhados pelos que amamos.

 

E sorrimos, claro que sorrimos no vislumbre colorido de vidas já vividas.

Normalmente o sótão está tão ocupado que já não cabe lá mais ninguém.

 

Ora, aqui é que está o gato!

O enigma!

Era suposto não existir inquilino. Pois é, mas o inquilino existe e está lá.

- E quem é este inqulino, tem nome?

- Sei lá eu, acho que sim, tem um nome estranho que termina em oma, sei lá.

- Vive só?

- É pacato e discreto, ou é um desses que leva a vida numa roda viva de convivas, festas e festanças sem se preocupar com os outros?

- Tem família?

- Família estável ou das que se vão multiplicando e desmultiplicando contínua e descontroladamente absorvendo e anulando todos os outros?

Pelo que me dizem, amigos que já o conhecem de outras andanças, outras festas e festanças, este inquilino gosta de viver só.

É sereno, pacato e vive fechado em si mesmo sem dar cavaco a ninguém ao seu redor.

 

Ah, malandro!

Não deixas de ser um penetra, penetra despropositado, deslocado e inconveniente.

 

Do mal o menos.

Inquilino por inquilino que sejas assim, discreto e amorfo.

 

Que para viver estou cá eu, estamos cá nós!

Com inquilino ou sem inquilino!

 

 

 

Caravela Sagres St MManuela e Creoula

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Pescadores, Cédulas marítimas

painel06

Links

Identidade

Pescadores da Cova-Gala, *****Cédulas marítimas *. Videos

Videos

Músicas roladas n'areia

Viagens passadas

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2006
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.