Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cova d'oiro

... algures na costa portuguesa mesmo a sul da foz do rio Mondego. Era, como se dizia então, um bom pesqueiro. Havia fartura de pescado e as artes, ainda novas e de não fácil manuseio, vinham carregadas até á vergueira

Cova d'oiro

... algures na costa portuguesa mesmo a sul da foz do rio Mondego. Era, como se dizia então, um bom pesqueiro. Havia fartura de pescado e as artes, ainda novas e de não fácil manuseio, vinham carregadas até á vergueira

corda01

Texto de ficção, ou talvez não

Novo-Cabedelo-em-construçãoWEB.jpg

*Este cabedelo moderno, arejado e democrático não pode, não deve ter donos.*
*Deve ser de todos e para todos.*
 
Continuo na minha; cabedelo ao abandono é burrice!
Já lá vão muitos anos, mas continuo na minha; cabedelo ao abandono é burrice e foi-o durante muitas décadas, esteve sempre ao abandono apesar da sua esplendorosa natureza que é ser a faixa de areia na foz de um rio, o mondego, mas, neste caso, ... do lado de lá.
Pois, pois é, do lado de cá.
Do lado de cá; quiçá a maior e mais relevante razão do seu abandono.
Mas deixemos lá isso.
Vamos ao que importa que é aplaudir o projeto de arranjo e modernização do Cabedelo.
Podemos discordar se isto ou aquilo está bem, menos bem, ou, assim assim, mas aplaudimos a intervenção no cabedelo no seu todo porque, em ultima instância, o abandono é sempre o derradeiro estágio e disso já tivemos e vivemos demasiado tempo.
Este projeto contempla a preservação e consolidação dunar, o pedoneio controlado, espaços verdes, estacionamentos organizados, circulação de veículos, atividades lúdicas, desportivas, de lazer e principalmente o fruir magnifico das praias.
Contempla, portanto, a atividade humana nos seus diversos fatores, incluso a comercial, a ocupação controlada e em segurança das crianças em espaços apropriados.
E conta com o surf, atividade rainha e predominante do cabedelo, diversificado pelas suas vertentes; desportiva, lazer, escolar, formativa e comercial.
Este cabedelo moderno, arejado e democrático (porque o abandono é sempre ditatorial e austero) pode e deve comportar um espaço de campismo onde as pessoas possam usufruir das belezas deste magnifico cabedelo, por pequenos períodos de tempo de verdadeiras férias.
Este cabedelo moderno, arejado e democrático não pode, não deve ter donos.
Deve ser de todos e para todos.
Não pode ter - e ser - um parque habitacional de segunda habitação com vista magnifica para o Atlântico (qual Filé Mignon), gozando de privilégios caducos e obsoletos e com uma distribuição de espaços que roça - perdoar-me-ão o exagero - o conceito de "usucapião".
Escalpelizando esta do "usucapião" em termos de ocupação de "alguns" alvéolos diremos que, começando em 1985 e somando os necessários vinte anos de uso não registado, o mesmo já vai em quase trinta anos.
E, depois, ainda, temos o meu amigo António que se dirigiu para lá com a sua autocaravana e pediu uma semanita, em alvéolo virado para o mar sobre o molhe sul.
A reposta que recebeu foi que tal não era possível pois já estava tudo ocupado há bbbuuuéééé de tempo e, questionado o funcionário, como era ainda jovem, não foi capaz de dizer desde quando.

*Este cabedelo moderno, arejado e democrático não pode, não deve ter donos.*
*Deve ser de todos e para todos.*

 

Caravela Sagres St MManuela e Creoula

João Pita

painel06
painel06
painel06

Links

Identidade

Pescadores da Cova-Gala, *****Cédulas marítimas *. Videos

Videos

Músicas roladas n'areia

Viagens passadas

painel06

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2006
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.